Notícias

  • 28/02/2019

    Projeto de Energia Renovável do grupo Telefónica conquista prêmio GLOMO no MWC

    O grupo Telefónica conquistou esta semana, durante o Mobile World Congress, em Barcelona, o prêmio GLOMO 2019, na categoria The Green Mobile Award, por sua contribuição para o bem-estar social. Concedido pela GSMA, entidade que representa as operadoras no mundo, o prêmio conta com júri independente, composto por especialistas, analistas, jornalistas, acadêmicos e representantes de operadoras móveis. A conquista reflete o Plano de Energia Renovável da Telefônica, que já garantiu que 100% da eletricidade consumida pela empresa na Europa e no Brasil, 58% no mundo, sejam provenientes de fontes livres de emissões.

    No Brasil, a Vivo, marca comercial do grupo no país, anunciou que atingiu em novembro de 2018 a meta global de consumo 100% renovável. Isso foi possível a partir da contratação de energia verde no mercado livre incentivado, contratação de energia de pequenas centrais hidrelétricas sob um contrato de geração distribuída e aquisição de garantias de origem renovável para o restante do consumo de energia elétrica. “A obtenção de energia no mercado livre e a geração distribuída permitem redução de tarifas e convergem para uma operação essencialmente mais sustentável”, informa o diretor de Patrimônio da Vivo, Caio Silveira Guimarães.

    Em 2018, também entrou em operação uma usina solar sob contrato de PPA para a Telefónica México. Esse parque fornecerá 40% da eletricidade consumida pela Telefónica no país nos próximos 20 anos. Em termos de auto geração, a empresa aumentou gradualmente as estações de base da rede móvel que trabalham com energia renovável, mais de 4,3 mil. Isso também permite evitar o uso de geradores de combustível em áreas isoladas. A auto geração estará, gradativamente, presente em outros tipos de instalações que consomem mais energia, como a MTSO em Manágua (Nicarágua), onde foram instalados painéis que geram 10% de seu consumo de eletricidade.

    De acordo com a executiva de Sustentabilidade da Vivo, Joanes Ribas, as iniciativas do grupo Telefónica permitiram à companhia evitar a emissão do equivalente a 1 milhão de toneladas de CO2, sendo aproximadamente 170 mil toneladas no Brasil. Ela acrescenta que “o incentivo às energias limpas promove a diversificação da matriz energética nacional reduzindo os riscos relacionados às mudanças climáticas". Isso comprova que as energias renováveis são fundamentais para descarbonizar a atividade e reduzir a pegada de carbono em termos absolutos. O Grupo Telefónica é um dos maiores conglomerados de comunicação do mundo, com 357,5 milhões de acessos, 121,8 mil colaboradores e receita de 48,7 bilhões de euros em 2018.
voltar