Notícias

  • 18/09/2019

    Vivo amplia rede de internet das coisas para cerca de 400 cidades do país

    A Vivo Empresas – segmento B2B da Telefônica Brasil –  expande suas redes LPWA - Narrow Band IoT (NB-IoT), com frequência em 700 MHz, e Long Term Evolution for Machines (LTE-M), com frequência em 700 MHZ e 1800 MHz - focadas para aplicações em internet das coisas, para cerca de 400 cidades espalhadas por todo país, incluindo diversas capitais, como São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Belém, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis e outras. Nesta primeira fase da expansão, a Vivo passa a cobrir 47% da população brasileira e 60% do PIB nacional. O cronograma de expansão segue para mais munícipios ao longo dos próximos meses, com objetivo de chegar em todos os municípios que já possuem a rede móvel 4G da Vivo.

    As redes NB-IoT e LTE-M, lançadas no início do ano na cidade de Chapecó (SC), são essenciais para suportar o grande número de dispositivos conectados previstos para os próximos anos, possibilitando que essas aplicações usufruam de todas as características das novas redes, como alta autonomia de bateria e maior cobertura de sinal, especialmente em ambientes remotos ou de subsolo.

    Enquanto a rede NB – IoT responde melhor por dispositivos estáticos - como aplicações em iluminação pública, lixeiras, bueiros inteligentes, sistemas de alarmes, medidores inteligentes de água, luz e gás - a tecnologia LTE-M apresenta melhor performance em aplicações que demandam mais mobilidade, como rastreamento de veículos, de animais, de objetos de alto valor ou até mesmo em sistemas de pagamento P.O.S.

    “Com as redes NB-IoT e LTE-M, que são complementares ao nosso portfólio de conectividade existente, nossos clientes podem optar pela tecnologia que melhor atende as suas necessidades, garantindo aos dispositivos conectados maior autonomia de bateria e operação mais eficiente. Seguiremos com nosso cronograma de expansão para levar a infraestrutura de LPWA para todas as cidades que já contam a rede móvel 4G da Vivo”, explica o Head de Marketing e Produtos IoT/ Big Data B2B da Vivo, Diego Aguiar.

    Uma das grandes vantagens é que as redes são integradas à Vivo Kite Platform® - plataforma própria de gestão de dispositivos IoT da companhia. Desta forma, o cliente passa a ter uma gama de funcionalidades cruciais que sustentarão o volume massivo de linhas e dispositivos conectados. Dentre os principais benefícios, é possível habilitar ou desabilitar serviços, acompanhar o status das conexões em tempo real, sua localização aproximada e até mesmo evitar uma utilização indevida de um equipamento não autorizado.

    Atualmente, a Vivo conta com mais de nove milhões de dispositivos conectados no segmento M2M-IoT – do qual segue líder de mercado com 41%.

voltar